Como este tema está “em alta”, resolvi escrever algumas linhas sobre as FAKE NEWS (notícias ou idéias falsas) que andam sendo espalhadas na área da Ortodontia. Mas não vamos nos iludir: elas existem há muito tempo, e acredito que vão continuar existindo (infelizmente)… E isso não se limita à Ortodontia não. Outras especialidades da Odontologia e outras áreas da saúde também sofrem com o mesmo problema.

Ao meu ver isso acontece pois sempre tem alguma empresa ou pessoa ganhando dinheiro e/ou notoriedade ao disseminar idéias revolucionárias e que facilitariam nosso dia-a-dia. Mas não se enganem: não existe milagre quando o assunto é a movimentação dentária induzida pelos aparelhos ortodônticos!

Mas vamos lá a algumas dessas “fake news” que ao meu ver estão sendo espalhadas na Ortodontia atual:

FAKE NEW #1: “O aparelho ortodôntico “X” é produzido com uma tecnologia inovadora que trata as más oclusões de maneira inteligente.”

Vamos e venhamos: quem trata má oclusão é ortodontista, e não aparelho! O aparelho (quer seja fixo ou removível) pode ter sim algumas particularidades vantajosas, mas somente funciona na mão de um profissional treinado e habilitado! 

FAKE NEW #2: “O aparelho ortodôntico “Y” corrige as más oclusões de maneira mais rápida.”

Por mais que existam maneiras e dispositivos para acelerar o movimento dentário ortodôntico, no final das contas grandes professores da ortodontia mundial compactuam com a idéia de que é o bom planejamento e condução dos casos que faz com que os tratamento sejam eficazes e eficientes (bons resultados num curto intervalo de tempo). Bom aparelho + boa técnica + ótimo ortodontista podem sim acelerar muito o tratamento.

FAKE NEW #3: “Todos meus tratamentos são previsíveis e com ótimos resultados.”

Mesmo existindo consistência de resultados, o tratamento ortodôntico conta com uma série de variáveis individuais do paciente, como crescimento desarmônico das bases ósseas, alterações estruturais da articulação temporo-mandibular, metabolismo próprio, e cooperação quanto ao uso dos dispositivos acessórios ao tratamento. Assim, existem casos com limitações intrínsecas que fazem que os resultados sejam limitados em alguns aspectos.

FAKE NEW #4: “Siga esta fórmula que seus tratamentos serão um sucesso.”

Não existe receita de bolo para os tratamento em saúde! Cada caso é um caso, e assim o paciente deve ser analisado e tratado de maneira individualizada. Cada paciente possui uma resposta biológica diferente!

FAKE NEW #5: “Somente minha técnica ou aparelho garante sucesso nos tratamentos.”

Existem vários caminhos que nos levam à Roma. Alguns gostam de ir de avião, outros de trem, barco ou carro. Da mesma maneira, existem diferentes técnicas, aparelhos e dispositivos que, em mãos bem treinadas e experientes, podem garantir ótimos resultados no tratamento ortodôntico dos pacientes!

No final das contas o que mais conta é o conhecimento e o treinamento que temos. E isso é o que demanda dedicação e esforço da nossa parte. Vendendo facilidades algumas pessoas ou empresas ludibriam as cabeças menos pensantes ou experientes, e isso precisa ser questionado. Técnicas e tecnologias servem para facilitar nosso dia-a-dia, porém o conhecimento ainda é (e acredito que sempre será) o mais importante!

Sem-Título-1

 


Dr. Guilherme Thiesen

– Pós-Doutorado na Saint Louis University, Saint Louis, EUA.
– Especialista, Mestre e Doutor em Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Prof. de Graduação e Pós-Graduação em Ortodontia.
– Ortodontista clínico em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *