Apesar de não existir idade mínima nem máxima para realizar a primeira consulta ao ortodontista, a época mais oportuna (segundo as recomendações das Associações Brasileira e Americana de Ortodontia e Ortopedia Facial) é no começo da troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, ou seja, por volta dos 6 ou 7 anos de idade. Isso porque, nesse período de desenvolvimento, um tratamento adequado possibilita a obtenção de melhores resultados e diminui a severidade dos problemas. Assim, o ortodontista consegue iniciar seu tratamento com condutas mais simples, como a manutenção ou a obtenção de espaços para o correto alinhamento de todos os dentes permanentes, podendo assim reduzir o número de casos com necessidade futura de extrações dentárias.

Além disso, quando instituído o tratamento em crianças durante o período ativo de crescimento, podem ser corrigidos casos que apresentem problemas de mau relacionamento dos ossos da face, como por exemplo a presença de maxilares com deformidades de forma e/ou tamanho, através do estímulo, inibição ou redirecionamento do crescimento. Tais intervenções podem inclusive evitar muitas vezes uma cirurgia na fase adulta para a correção de problemas esqueléticos na face.

Lembre-se sempre: a prevenção é o melhor remédio! Percebendo qualquer alteração no desenvolvimento dentário ou mesmo desejando monitorar o período de crescimento dentofacial, a avaliação por um ortodontista qualificado pode determinar o momento oportuno de intervir, com tratamentos curtos realizados no intervalo de crescimento mais apropriado para cada caso.


Dr. Guilherme Thiesen

– Pós-Doutorado na Saint Louis University, Saint Louis, EUA.
– Especialista, Mestre e Doutor em Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Prof. de Graduação e Pós-Graduação em Ortodontia.
– Ortodontista clínico em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *