À posição original, não. Podem ocorrer pequenas acomodações pós-tratamento, que podem estar ligadas ao crescimento e às alterações fisiológicas de envelhecimento da face, que também acarretam em modificações bucais.

Sabe-se que existem mudanças ósseas (o osso que segura os dentes está sendo gradativamente pedido ao longo da vida, além de ser remodelado), mudanças musculares (o tônus da língua e dos lábios vai se modificando ao longo do tempo), bem como desgastes dentários que tendem a repercutir em movimentos dentários, nem sempre regulares. Atualmente isso é considerado um processo fisiológico de envelhecimento da dentição, como ja foi comentado em uma postagem anterior.

Essa tendência é normalmente bem controlada e minimizada através de um tratamento ortodôntico bem planejado, de perfeita execução da técnica ortodôntica, bem como da utilização correta dos aparelhos de contenção.


Dr. Guilherme Thiesen

– Pós-Doutorado na Saint Louis University, Saint Louis, EUA.
– Especialista, Mestre e Doutor em Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial.
– Prof. de Graduação e Pós-Graduação em Ortodontia.
– Ortodontista clínico em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.


3 Comentários

  1. Cibele

    Boa tarde.
    E quando o paciente é portador de diastema? Existe um tratamento ortodôntico que realmente funcione?

    Responder
    • Guilherme Thiesen

      Claro que sim! O caso tem que ser bem avaliado, pois existem algumas possíveis causas desses diademas. Mas com certeza o tratamento ortodôntico é indicado! Ficamos a disposição!

      Responder
    • Guilherme Thiesen

      Com certeza Cibele! Sempre por meio de um diagnóstico apropriado e um tratamento bem realizado, o tratamento ortodôntico é eficaz e com resultado duradouro!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *